quarta-feira, 17 de maio de 2017

Identidade o lugar onde vivo: Hino do Município de Cachoeiras de Macacu.

 Escola Municipal Ernestina Ferreira Campos
Cachoeiras de Macacu, 15 de maio de 2017.

Projeto: Eu, caçador de mim.

1º- Falar com os alunos sobre o aniversário de 338 anos de Cachoeiras de Macacu.

2º- Ler a letra do Hino do Município.

3º- Falar sobre o processo de criação do hino e sobre o seu auto.

4º- Apresentar o vídeo com letra e melodia do Hino do Município.

          http://www.cachoeirasdemacacu.rj.gov.br/hino.html

5º- Os alunos farão os exercícios.



video

Hino do Município de Cachoeiras de Macacu
                                                                                          Autor: Mário Barreto França

                                                                Do esplendor de agricultura                                                       

As riquezas minerais,
Cachoeiras se afigura.

Num pomar entre rosais;

Nos limites dos distritos,
Quer na sede ou no sertão,
Os seus filhos são benditos
Pelo amor do coração.


Cachoeiras tão formosa

Se destaca bem feliz,
Como estrela majestosa
No cenário do País

O trabalho por princípio
E a justiça por final,
Tem por meta o Município
A cultura universal.
Sem recalque ou preconceito,
Tem por base o bem comum;
Um por todos no direito;
No dever, todos por um.

Cachoeiras tão formosa
Se destaca bem feliz,
Como estrela majestosa
No cenário do País

Na montanha ou pelo vale
Na beleza multicor,
Nada existe que se iguale
À constância do labor
Revivendo a heroica história
Do seu povo varonil!
Cachoeiras nutre a glória
E a grandeza do Brasil.


Cachoeiras tão formosa

Se destaca bem feliz,
Como estrela majestosa
No cenário do País


                                     MÁRIO BARRETO FRANÇA

      
             Professor e General de Brigada nasceu a 14 de fevereiro de 1909 no Bairro da Boa Vista, em Recife, tendo se radicado no Rio de Janeiro desde os 36 anos.  Filho do Tenente do Exército José Eduardo França e de D. Filonila Barreto França, perdeu o pai aos sete meses e a mãe aos dois anos.  Bisneto do filósofo e poeta Tobias Barreto de Menezes.  Publicou mais de uma dezena de livros, entre eles:  "Lições que a vida me deu" - Trovas; "De Joelhos", "Como as Ondas do Mar" e "Sob os Céus da Palestina" -Poemas.   Conhecido como "Príncipe dos Poetas Evangélicos Brasileiros". Faleceu no Hospital Central do Exército, Rio de Janeiro, no dia 09 de setembro de 1983.
         


    CURIOSIDADE

                Mário Barreto França, autor do Hino do Município de Cachoeiras de Macacu, usando o pseudônimo de Iomar, participou do concurso para escolha do hino municipal no ano de 1969, promovido pelo prefeito de Ruy Coelho Gomes.

 Fontes: Deliberação nº 443, de 12 de maio de 1969 e Mensagem 10/69, de 12 de maio de 1969, assinadas pelo então prefeito Ruy Coelho Gomes.

1-      Você sabe quase são as riquezas minerais que nosso Município possui?

      2-      Quais os tipos de culturas encontradas nas áreas agrícolas do nosso Município?

     3-    
  No verso “Revivendo a heroica história / Do seu povo varonil!” O termo grifado aparece no verso “Já, com garbo varonil de outro hino nacional brasileiro. Qual?

a.               a.   Hino da Bandeira
b.             b.   Hino Nacional
     c. Hino da Independência

      4-      CRUZADINHA
As palavras cruzadas são sinônimas de palavras encontradas no Hino de Cachoeiras de                Macacu escrito por Mário Barreto França.




1-      De muitas cores.
2-      Abundância; a classe dos ricos.
3-      Lançar bênção.
4-      Fazer sobressair; distinguir-se.
5-      Que tem majestade, suntuoso.
6-      Sinônimo de trabalho.
7-      Brilho; grandeza; pompa.
8-      Que revela heroísmo.
9-      Regra; teoria; preceito moral.
10-  Ato de recalcar.
11-  Másculo; heroico.
12-  Qualidade de constante.
13-  Perfeita, harmoniosa.
14-  Mostra-se na figura de.




5- Reescreva o Hino do Município de Cachoeiras de Macacu, ilustrando cada estrofe com foto que represente a letra. Observação às fotos deverão ser imagens do município.




domingo, 12 de março de 2017

Produção Textual a partir de imagem

1-      A família Silva está de férias e resolveu passear. Observe a imagem e escreva sobre as aventuras vividas por ela.


Não esqueça de escrever:

I-                    Título coerente com seu texto.
II-                  Introdução: começo da história, quando se apresentam as personagens, o conflito (são as forças adversárias a personagem principal, a luta para realizar seus desejos, projetos, sonhos e objetivos) o espaço e o tempo em que ocorre as ações.
III-                Desenvolvimento: apresenta uma complicação (é a parte em que se desenvolve(m) o(s) conflito(s) e o clímax (é o momento de maior tensão do conflito).
IV-               Desfecho ou final: é a solução do(s) conflito(s).


2-     Encontre na imagem seis palavras escondidas (FISH, HOT, NICE, BOY, WAVE, TREE). Depois responda:

a.       Você conhece essas palavras? Sabe o que elas significam?
b.      Em que idioma essas palavras estão? 
a

i-       Encontre na imagem seis palavras escondidas (MUSIC, HUNGRY, RED, CHEES, YUMMY, PARTY). Depois responda: 
a.       Você conhece essas palavras? Sabe o que elas significam? 
b.      Em que idioma essas palavras estão?


ii-       A turma da escola resolveu se reunir na pizzaria. Observe a imagem e escreva como foi divertida a reunião.
Não esqueça de escrever:
I-                    Título coerente com seu texto.
II-                  Introdução: começo da história, quando se apresentam as personagens, o conflito (são as forças adversárias a personagem principal, a luta para realizar seus desejos, projetos, sonhos e objetivos) o espaço e o tempo em que ocorre as ações.
III-                Desenvolvimento: apresenta uma complicação (é a parte em que se desenvolve(m) o(s) conflito(s) e o clímax (é o momento de maior tensão do conflito).

IV-               Desfecho ou final: é a solução do(s) conflito(s).

domingo, 13 de novembro de 2016

Dia da Consciência Negra - 20 de novembro


Dia Nacional da Consciência Negra




O dia 20 de novembro faz menção à consciência negra, a fim de ressaltar as dificuldades que os negros passam há séculos.
A escolha da data foi em homenagem a Zumbi, o último líder do Quilombo dos Palmares, em consequência de sua morte. Zumbi foi morto por ser traído por Antônio Soares, um de seus capitães.
A localização do quilombo ficava onde é hoje o estado de Alagoas, na Serra da Barriga.
O Quilombo dos Palmares foi levantado para abrigar escravos fugitivos, pois muitos não suportavam viver tendo que aguentar maus tratos e castigos de seus feitores, como permanecerem amarrados aos troncos, sob sol ou chuva, sem água e sofrendo com açoites e chicotadas. O local abrigou uma população de mais de vinte mil habitantes.


Ao longo da história, os negros não foram tratados com respeito, passando por grandes sofrimentos. Pelo contrário, foram escravizados para prestar serviços pesados aos homens brancos, tendo que viver em condições desumanas, amontoados dentro de senzalas.
Muitas vezes suas mulheres e filhas serviam de escravas sexuais para os patrões e seus filhos, feitores e capitães do mato, que depois as abandonavam.
As casas dos escravos eram de chão batido, não tinham móveis nem utensílios para cozinhar. As esposas dos barões é quem lhes concedia alguns objetos, para diminuir as dificuldades de suas vidas. Nem mesmo estando doentes eram tratados de forma diferente, com respeito e dignidade. Ficavam sem remédios e sem atendimento médico, motivo pelo qual inventaram medicamentos com ervas naturais, ações aprendidas com os índios durante o período de colonização.
Algumas leis foram criadas para defender os direitos dos negros, pois muitas pessoas não concordavam com a escravização. A Lei do Ventre Livre foi a primeira delas, criada em 1871, concedendo liberdade aos filhos dos escravos nascidos após a lei. No ano de 1885, criaram a Lei dos Sexagenários, dando liberdade aos escravos com mais de sessenta anos de idade.
Porém, com a Lei Áurea, assinada pela Princesa Isabel em 13 de maio de 1888, foi que os escravos conquistaram definitivamente sua liberdade.
O grande problema dessa libertação foi que os escravos não sabiam realizar outro tipo de trabalho, continuando nas casas de seus patrões, mesmo estando libertos. Com isso, a tão esperada liberdade não chegou por completo.
As oportunidades de vida que tiveram eram limitadas apenas aos trabalhos pesados, como não haviam estudado e não aprenderam outros ofícios além dos braçais, porém, alguns conseguiram emprego no comércio.
O dia da consciência negra surgiu para lembrar o quanto os negros sofreram, desde a colonização do Brasil, suas lutas, suas conquistas. Mas também serve para homenagear àqueles que lutaram pelos direitos da raça e seus principais feitos.
Na data são realizados congressos e reuniões discutindo-se a história de preconceito racial que sofreram, a inferioridade da classe no meio social, as dificuldades encontradas no mercado de trabalho, a marginalização e discriminação, tratando-se também de temas como beleza negra, moda, conquistas, etc.




1-      A lei nº 12.519, de 10/11/2011 instituiu oficialmente o Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro.

a.       Qual a finalidade dessa data comemorativa? 

b.      Por que essa data foi escolhida? 


2-      Onde se localizava o Quilombo dos Palmares e com que objetivo foi criado? 


3-      Em que condições os negros escravizados viviam?  


4-      Quando e qual foi a primeira lei criada em defesa dos negros no Brasil?  

       
5-      Na atualidade, a lei nº 10.741 de 1/10/2003, também conhecida como Estatuto do Idoso, assegura privilégios as pessoas maiores de sessenta anos como gratuidade em transporte público, atendimento preferencial em hospitais e banco, desconto de 50% em atividades culturais e de lazer etc.  Assim como a lei citada anteriormente em 1885 foi criada a Lei do Sexagenário dando liberdade aos negros acima de sessenta anos. Compares as leis e escreva sobre as condições sociais dos idosos negros no Brasil.  


6-      Por que a Lei Aurea de 13/05/1888, não resultou na liberdade definitiva dos negros?  


7-      Segundo o texto o Dia da Consciência Negra são realizada reuniões, congressos para discuti a história de preconceito racial etc. Você considera apenas essa data suficiente para discutir sobre a discriminação social dos negros?  Por quê?  


8-      Você conhece a lei de preconceito racial ou cor (Lei 7716/89)?  


9-      Alguma vez você sofreu ou praticou ato de racismo? Conte como foi. 



      FIQUE POR DENTRO!
Art. 20. Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. (Redação dada pela Lei nº 9.459, de 15/05/97)
Pena: reclusão de um a três anos e multa. (Redação dada pela Lei nº 9.459, de 15/05/97)
 



Consciência Negra



Eu tenho um sonho
De que um dia todo negro possa passar pela sua nota

Sem precisar da cota
Mas até lá, como pode ser o negro patriota?
Se ele ainda é minoria nas universidades, nas novelas
Mas continua maioria nas cadeias e favelas
Dizem que por aqui não existe preconceito racial
Então vai ver qual a raça
Que mais sofre com a violência policial
Que mais sofre assassinato e exclusão social
Qual?
Diz pra eles Mano Brown
Diz pra eles Mano Brown

Se houver preconceito, negro, não se omita
Não permita
Pra que aquilo que aconteceu com o goleiro Aranha
Jamais se repita
Se zangue, mas sem sangue
Negro, não se vingue
Mate, lute, xingue
Não!
Martin Luther King
Irmão
Ser negro não é condição, é consciência
Por isso afirmo aqui: sou negro desde nascença
Na sua crença, no seu canto, na sua mais pura essência
Vem de Zumbi minha luta
De João Cândido minha resistência

Sou Mandela sou Bambata, sou Bantu, sou Keto
A Revolta da Chibata, Passeata de Soweto
O meu corpo não traz prata
Mas minha alma, sim, traz preto
E não importa minha cara ou condição geográfica
Que uma coisa fique clara: o meu sangue é lá da África
E quando eu digo "Black Power"
Não me refiro ao cabelo
Pois não é pela pele, é pelo apelo
Me chame de Ali, Muhammad Ali
Negro não se cale, você sabe o quanto vale
Honre sua raiz e corte o mal pela raiz
Com seu afiado machado, Machado de Assis
Seja Joaquim Barbosa, Racionais Mcs
Pela luta na igualdade dos direitos civis
Mas não seja mal com M
Seja Malcolm X
Pra que nenhum pensamento tolo possa interrompê-lo
Pois não é pela pele, é pelo apelo
Pra que o sonho de Martin não se transforme em pesadelo
Pois não é pela pele, é pelo apelo


PESQUISE:

1-      A foto e a biografia das personalidades negras brasileiras citadas na letra de Fábio Brazza:

a.       Mano Brow

b.      Goleiro Aranha

c.       Zumbi

d.      João Candido

e.       Machado de Assis

f.       Joaquim Barbosa



2-      Qual foi o ato de racismo sofrido pelo goleiro Aranha na Copa do Brasil de 2014?



3-      Quais são as personalidades negras que você conhece e/ou admira na música, na tevê, no esporte e na literatura?   



sexta-feira, 21 de outubro de 2016

VITRAL COM AS CONJUNÇÕES COORDENADAS

1-      Pinte as conjunções coordenadas de acordo com o código:
VERMELHO: aditiva                             AMARELO: adversativa       AZUL: alternativa    MARROM: conclusiva                           VERDE: explicativa


quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Projeto folclore- Produção de texto.


Nome:__________________________________________ Ano:______   Data________________

PRODUÇÃO TEXTUAL - PORTUGUÊS – 3 ˚ Bimestre

1-      Observe a imagem, leias as informações e escreva um texto bem criativo.

Os jogos Paraolímpicos vão começar e essa turma está muito animada para participar, por isso estão reunidos    planejando quais jogos irão assistir, para quem vão torcer e quais deles irão competir na paraolimpíada.  


                      _____________________________________________________________________________



_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Projeto Folclore - Apresentação de trabalhos


FOLCLORE - ERVAS MEDICINAIS  E LENDAS  - Tuma: 9ᵒano

I- Os alunos apresentaram as ervas medicinais e suas  utilizações para a turma;

II- Os alunos contaram as lendas que conheciam. Depois retrataram a lenda com massa de modelar.

II- Montamos o painel com os trabalhos realizados.





B


Brincadeiras folclóricas - 8ᵒano


* Brincadeiras de pular corda :
_ O homem bateu em minha porta;
_Reloginho.

*Brincadeira de Adoleta.

* Brincadeira de elástico.

* Brincadeira de galinha arrepiada.